Algumas curiosidades…

O Arroz nos casamentos
Quando os noivos saem da igreja, felizes e contentes, é muito vulgar que os convidados desatem a atirar-lhes arroz à cabeça. Saiba que este costume vem da China onde, em tempos que já lá vão, um certo poderoso mandarim quis demonstrar publicamente a sua vida farta. Para isso decidiu que o casamento da sua filha se realizasse sob uma «chuva» de arroz. E assim teve inicio esta tradição que ainda hoje se mantém em muitos países e também no nosso.
E, já agora, sabia que os chineses ofereciam arroz aos mortos? Pois um antigo rito chinês consistia em colocar uma tigela de arroz cozido, com um par de pauzinhos espetados na posição vertical, aos pés do morto, para que ele se pudesse alimentar durante a sua viagem para o «além».

Grãos de Arroz nos Saleiros de Mesa
Já usou este truque? Muito provavelmente sim, para evitar a formação de «grumos» que «entopem» os pequeninos orificios do saleiro, impedindo a saída do sal.
Os grãos de arroz têm neste caso 2 funções: absorvem alguma água que deixa de estar disponível para se ligar às «pedrinhas» de sal e, por outro lado, ajudam a partir, por efeito mecânico, esses «grumos». Para isso há que sacudir vigorosamente o saleiro antes de utilizar; os grumos desa gregam-se e ficam com dimensões mais pequenas, podendo assim passar através dos tais «buraquinhos».

Eu dou-te o Arroz…
Leitoras e leitores é ou não é uma grande injustiça usar-se esta frase para fazer ameaças ou para expressar desejos de vingança? O arroz não o merece! E não há justificação. Pensemos no exemplo do Vietname, país onde é hábito quando alguém encontra um amigo com uma criança pequenita, interessar-se pela sua saúde, com a pergunta: «Quantas tigelas de arroz comeu ele hoje?». E na Tailândia a palavra comida (gab Kao) significa literalmente, «com arroz». Isto sim! Escusemo-nos então de usar o precioso cereal em situações que possam, injustamente, denegrir a sua imagem…

Provérbios
O arroz, o peixe e o pepino nasceram na água e morreram no vinho.
Quem come arroz com pão, é um grande toleirão.
Quem quiser comer arroz sem sal que vá para o «hospital».

Adivinhas
Qual é o vegetal…cujo nome lido ao contrário…é o nome dum animal?

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *